Quem vos Fala

Minha foto
Nerd-Headbanger-Apaixonada por Rosa, Química, Moda e Artes. Resolveu ser médica apesar de gostar de escrever (contrariando a classe) mas que ainda assim tem uma letra terrivelmente feia (justificando a classe..rs) "Os ideais que iluminam meu caminho são a bondade,a beleza e a verdade." Uma mistura de coisas distintas,incorrelatas,e completamente legítimas.

domingo, 29 de abril de 2012

Frio em Baires & Fashion Things

Apesar de ainda ser outono, e ser SOMENTE Abril, já está um frio cruel aqui em Baires, e não teve jeito senão começar todos os bons hábitos invernis e resgatar dos armários os casacos mais pesados, luvas, itens térmicos, e toda a proteção possível.

*clique abaixo para continuar lendo....MUITAS SURPRESAS! :D*


Imagens de Aniversário


Bom, como havia comentado, minha mãe me enviou imagens lindas para o meu aniversário, e todas absurdamente precisas, sempre com elementos correspondendo à algum gosto, hábito ou característica minha. Vou postar elas aqui, e seus devidos títulos, pra que vocês também possam conferir e desfrutar. :)

Post seguinte falo sobre o meu presente, e uma pequena discussão fashion, estou verdadeiramente animada pra falar disso!

Bisous!

"PARABÉNS!"
(Certamente, essa cena seria de algo que eu adoraria, rsrsrs, acho super legal, lindo e significativo.
E mesmo que não tenha acontecido pessoalmente - a cena e qualquer celebração, mesmo que pequena -, ao ver a imagem eu senti como se tivesse acontecido. Aquela 'sensação de aniversário' meio que se materializou, e aconteceu, nessa imagem, e não somente apenas da minha parte. De algum modo, então, isso aconteceu...mesmo que na imaginação. :)) )
"Feliz Aniversário!"
:)


"Vamos festejar?!"
(nhami nhami esse bolo! que saudade dos bolos gigantes, cor de rosa - pq eu pedia - e simplesmente únicos e geniais que minha mãe faz pra mim nessas datas.
nunca esqueço do bolo de sorvete GIGANTE e do bolo todo cor-de-rosa que ela e meu pai passaram a noite fazendo pra que estivesse prontinho no dia seguinte, quando eu tinha uns 12 anos se bem me lembro.
Mamãe esse ano disse pra eu ir comprar um bolinho pra mim, acabou que não fiz...mas o 'feeling' bateu tão forte, que creio que até comprarei essa semana..acabou que conheci uma confeitaria linda :)))

"Como não pudemos estar contigo..te mandamos muitas, muitas, mas MUITAS rosas! Beijos!"
( :) e eu que _pouco_ gosto de rosas...rsrsrs
todo ano o meu pai, em datas especiais, me presenteia com flores, e nos aniversários, com rosas... geralmente de cores como amarelinho, cor de rosa bem claro, e um cartão sucinto e bonito que travam minha respiração.
ele tira um tempinho - do pouco que tem - para sair do hospital e encomendar ou comprar, para que não haja risco dele não encontrar floriculturas abertas na hora do retorno.
em 2009, lembro que ele, junto de um lindo buquezinho, pediu desculpas por não ter dado pra fazer 'grande coisa' e junto daquela comemoração pequenina, ele abriu uma caixa com variedade de itens, dentre eles, um despertador branco do qual ele disse: "Imagino que vá ser útil pra você nesse seu ano - de cursinho - então eu espero que ele te ajude e sirva bem!:)"
uso o tal até hoje.
esse ano, antes de vir pra Baires, me deu uma agenda do CRM, recomendando que eu faça bom uso.
ah esse CDF do meu Pai....
*suspiro*
all right Carol :,) não chora.)

"Um presente pra ti!"
(*__________* nem preciso DIZER NADA né?! hahaha)

"És de tu gusto no?!"
( :) precisamente.
~mantive em espanhol pois gosto da frase como veio. Nas outras eu 'traduzi', já que mamãe me mandou em espanhol mesmo.~)

"Rosas para uma Gatinha! - feliz aniversário!"
(Minha mãe sabe o quanto gosto de gatos, então sempre me manda imagens super graciosas de gatos belíssimos e com recados engraçadinhos e super fofos - geralmente com algum trocadilho super legal -, me mimando numa porçãozinha...xD)

"Felicidades!"
(omfg absolutely fabulous!)
"Mais flores em teu dia!"
(absolutamente lindo.)

"Uma Delicadeza... É a tua cara!"
(<3)

"Que tal un té?! Um chá palaciano para a minha princesa!"
(Super lindo. E justamente, o que mais me chamou à atenção, foram as silhuetas de 'principe-princesa' no conjunto. Simbolismo e metáfora que eu gosto muito.
vide o 'oujisama' = príncipe, em japonês.
Mais 'Utenesco' impossível hahaha - Utena, pros amigos que não sabem, é uma personagem de mangá :))
 




"Um Bom Descanso!"
(Que delícia <3)

"Uma flor rara, para uma pessoa especial!"
:))))))))))))) magina, que honra!

"Uma rosa especial, para uma pessoa especial, em um dia especial. Beijos!"
( :) como é bom, e quanta honra, quando nos apreciam assim..né?!Que bom!)
 

"Mais flores! Mereces!"



Grandioso.
:))))))))))))))))))))))))))))))))))

isso fez o aniversário em Baires, realmente, ser bem melhor, e sem dúvida, um dos mais especiais que já tive.






sábado, 28 de abril de 2012

Coquetitas







Coquetitas é uma boutique-confeitaria que fica na Cidade de La Plata, aqui na Argentina.
Naturalmente não a conheço pessoalmente (estou em BsAs, bom frisar haha :p), mas fiquei MARAVILHADA pelas belezas produzidas e NÃO TEVE como não compartilhar com vocês.

Especializada nas 'cookies' (se fala no feminino, 'cookie' é uma expressão usada aqui para biscoito bem durinho, não é necessariamente ao cookie americano que estamos acostumados. Fica o mix de línguas: LA galleta com COOKIE haha), fazem biscoitinhos artesanais bem ladylike, com teminhas bem femininos e típicos, icônicos, e certamente algo que faria feliz e encantaria à qualquer menina coquetita (vale o trocadilho), e no seu sonho de ser uma graciosa mulher adulta :)
Realmente, coquetos.
Como disse o Mauricio Asta (FAMOSÍSSIMO mestre confeiteiro aqui da Argentina, sou FANZOCA dele, me encantou desde a primeira vez que vi em seu programa) são: "Galletitas de Alta Costura!".
Tamanha é a fofura, a delicadeza, o requinte e o detalhismo, que realmente..é enternecedor. Eu fiquei encantada! - PER-FEI-TOS, juro.. são dos meus sonhos. HAHAHA seria perigoso se eu fosse lá, certamente ia querer comprar A LOJA rsrsrs
A Dona da Coquetitas, e mestre-confeiteira Amparo, disse que a idéia era fazer algo realmente barroco, bem sobrecarregado em detalhes, e totalmente gráfico.
De início assusta, pois parece que vai ficar bruto, poluído..mas não. A escolha dos desenhos, dos formatos, os tons...são realmente uma preciosidade que dá até dó de comer, rsrsrs pequenas jóias feitas de farinha e glacê, sem dúvida.
Também produzem 'dulces' (geléias), bolos, tortas, mesas de chá..enfim, artículos em geral da confeitaria. :) Tudo sempre com muita delicadeza, carinho e beleza. Quando eu puder passear pelas outras cidades da província de Buenos Aires, e for para La Plata, sem dúvida visitarei Coquetitas.
(Ciudad Autónoma de Buenos Aires aka Capital Federal vulgo e mais conhecido apenas por Buenos Aires, é uma das cidades da PROVÍNCIA de Buenos Aires, porém como o título diz, é autônoma - as províncias por si já são autônomas, caracterizando o governo descentralizado daqui, Baires é AINDA MAIS autônoma, seria  um algo equivalente do DF no BR só que com a diferença que há centralização política ali, e em qualquer estado, por terem uma constituição única e em comum - sim, aqui cada província tem sua constituição.
A Cidade Capital da Província de Buenos Aires - províncias aqui são como os Estados no BR - é La Plata)

E bem, uma imagem vale mais do que mil palavras. Encantem-se e deliciem-se com as lindas imagens que verão a seguir... :)

cliquem no link abaixo para ver as fotos :D
TCHANANANAAAANZ 8D


quinta-feira, 26 de abril de 2012

DIA 26 - O PRIMEIRO DIA DE 21


Hoje Baires amanheceu escura. Já faz alguns dias (creio que uns 4, já) que está frio - por sinal, estou realmente notando como pra mim, sentir frio, é por meio das extremidades..luvas..meias e cachecóis são TUDO! -, mas todos esses dias eram relativamente ensolarados.
O Gabe me disse que talvez o dia de ontem (aniversário) não tenha sido fantástico porque a seguir poderiam vir boas novas. O Gabe, fazendo muito jus ao nome, geralmente acaba sendo realmente um mensageiro de boas novas. HAHA
Com o passar das horas, surgiu um maravilhoso e radiante sol, e junto dele, um dia que foi se tornando ainda melhor.


Despertei com a chamada matinal que o Gabe me faz, e que por sinal, está me ajudando bastante! - meu telefone é um escândalo, e meu inconsciente age na necessidade de acordar para atendê-lo, mesmo sabendo que é o Gabe. (o desespero de achar que perdeu a hora, ou que é a minha mãe ou alguém que precisa me falar algo importante e que ficarão preocupados se não me encontrarem... xD - é. minha mente é um turbilhão que não para, problema é que nem sempre - ok, maior parte das vezes - não tenho paciência pra explicar ou dissertar sobre, dá trabalho dizer tanta coisa xD)
Esse pequeno 'despertador internacional' (rsrsrs) está me ajudando muito a recobrar um pouco os meus horários e melhorar meu relógio, estou bem contente, é bom :)
Mas pois bem, despertei... e com uma energia FULMINANTE.
E pela primeira vez quase que pulei da cama (xD), literalmente, para levantar hahaha.
Peguei o despertador - o de verdade, que também grita que é horrores - meio zonza, busquei me certificar do horário, e ufa, tava tudo bem. HAHA
Esse impacto energético me fez amanhecer com uma disposição e humor excelentes. :) a manhã começava bem! (e rendendo bastante..!)

Hoje cedo fui ao Café Martinez com o Diego ("Di" a partir desta post), colega meu, brasileiro, e nos deliciamos com um maravilhoso capuccino com doce de leite e avelãs (<3). Mas o melhor era ao utilizar a colher para miscir a bebida. Ao atingir com a colher o fundo do belíssimo copo, onde se encontrava uma porção generosa de um macio doce de leite, sentia-se as avelãs fazendo um delicioso 'croc-croc' contra a 'maciez aveludada' do doce de leite (que servia também como um amortecedor da passagem da colher).
Oh céus..era um deleite por si, a coisa já era saborosa apenas por isso. (sério, indescritível!)



O Café Martinez é uma cafeteria tradicional em Baires, e com uma imensa cadeia extendida por toda a cidade. É absolutamente charmosa, e tem um visual que não somente valoriza a própria arquitetura e beleza da cidade, mas a beleza urbana dos anos 30, com muita madeira, vidros, e talhados em metal. (claro que esse aspecto todo varia do lugar em que esteja instalado, porém sempre acaba tendo algum elemento que remeta à isso)
O custo-benefício é excelente, pois, apesar de não ser barato, realmente o serviço e o produto é excepcional, além de bonito. (local e etc)
Curiosidade: O Starbucks é o café mais caro por aqui. Sim, mais do que Havanna ou Martinez que também são de cadeia, são populares e não tão baratos. Porém, é considerado o mais caro frente ao custo-benefício, e realmente, a diferença deste é grande.
Os valores absolutos não variam muito, são bem a mesma faixa, mas a diferença dos produtos e a quantidade é bem perceptível - Martinez, de longe, o melhor.
Enquanto no 'Bux' (Bucks), você gasta uns $20 por um café standard da marca num tamanho tall (o menor), no Martinez você compra um capuccino elaborado, bem bonito, e em maior quantia.
Vale lembrar também sobre os 'acompanhantes' do café. No caso, o bucks nao oferece nenhum, havanna somente a água gaseificada padrão, e no Martinez...bombom de chocolate artesanais da marca, biscoitos de limão (vários), além da água. :)
E pedidos de salgados ou sanduíches também é compensador. Um sanduiche com valor de $20 serve muito bem duas pessoas, além de ser possível pedí-lo quente ou frio, em tipos de pão, e no caso de quente, 'tostado' ou não. :)
E vale lembrar também (!) que lá servem pratos, vendem sorvetes dos bons, e tortas\bolos irresistíveis, além de itens típicos de cafeterias e chocolaterias.
Enfim..Por enquanto, é meu café preferido! Just perfect for me, pelo menos, ao que parece. hum? :)


Marquei com ele na madrugada quando ele, por volta da 1 da manhã, me enviou uma mensagem perguntando como foi o dia de aniversário.
Por falhas de comunicação, que ele mesmo admite, não conseguimos marcar nada para o dia 25, mas foi então ai que compensamos o buraquinho no dia seguinte :) e está mais do que válido, AFINAL, mês de aniversário é mês de aniversário! ;D haha ainda tá na validade :p
Aproveitando a conversa, contou-me que outra colega nossa, também brasileira, havia nos convidado para celebrar seu aniversário, dia 10 de maio, em um restaurante lá em Puerto Madero, e que também aproveitaríamos e celebraríamos o meu. :)
Bacana, vai ser bom ter uma festinha! :)) creio que todos nós estamos precisando de um relax assim, e essa nossa colega é dotada de um ânimo impressionante, que torna qualquer um pujante, além dela gostar de um bonito glamour hahaha (quem não?! eu sou uma assumida, mas ela o torna tão engraçadamente humorado que parece até mesmo um ponto mais comportamental que exatamente de gosto..haha)

Bom, já foram duas boas notícias para o começo do dia 26. haha


BTW, logo cedo, ao sair, me deparei com minha senhoria..não sabia que ela estava lá (a famosa senhoria se chama Sara, e ela estava falando com o 'encargado' - vulgo zelador - chamado Sebastián -> né Carol, de vez em quando é bom apresentar as pessoas direitinho e parar de dar títulos aleatórios haha) e bem, já ganhei um elogio de imediato logo de manhã hahaha, ela me disse que eu estava super bonita e até achou que fui ao cabeleireiro, que havia feito algo nele, mas nada demais além de deixar minha franja bonitinha - como sempre - e o cabelo amarradinho hahaha - SIIIM, O CABELO JÁ AMARRA! *essa é para aqueles que viram o tamanho do meu cabelo há pelo menos uns 7 meses atrás* - mas creio que o meu novo item xodó é o que está dando certo e impactando, hohohohohoho 8D *postarei loguinho, pois foi meu presente de aniversário*
Enfim, quem não gosta de ouvir que está bonita?! :)

Realmente, foi um bom jeito de começar a manhã! :))


Voltei para casa, consegui recuperar o meu email (#TODASCOMEMORA) que por algum motivo se AUTO bloqueou (sim.) no dia anterior (sim.) e de jeito nenhum conseguia reacessar...(senti um pavor descomunal.  a quantidade de emails importantes que tenho ali, e que eu recebo...uff...
mas a gente não se sente seguro nem na web hahaha)
Não tive muito tempo em casa, senão no máximo meia hora, e parti para a aula que rendeu fantásticamente bem. :)

Uma das minhas colegas me perguntou do aniversário, me desejou ele três vezes com três abraços diferentes hahaha, e ainda me deu bronca por esse meu hábito de não contar meus causos nem gritar (no caso, telefonar) HELP! quando algo passar, ou houver alguma angústia, me sentir sozinha.
Foi muito gostoso ouvir isso e sentir esse carinho. Geralmente as pessoas preferem compartilhar only positive edges, e é gostoso quando alguém se dispõe com naturalidade e carinho, realmente soa sincero e aberto. Não mais, acho uma completa honra quando alguém vem e me diz que está angustiado ou que está vivendo\passando determinada coisa, boa ou ruim. É um gesto de confiança, em outro, e nela mesma. :)
E sinceramente, parei pra pensar nesse ponto..que já é bem antigo a meu respeito, e acho que vou pensar em mudar. Oportunidades semelhantes já me surgiram bastante, mas nunca dei muito cuidado, e imagino ter perdido a oportunidade de vínculos bem interessantes e quiçá mesmo determinadas experiências positivas que poderiam ter me ajudado em muitas ocasiões (por mais que eu tenha um leque amplo, e aberto, eu realmente sou bem definida nas minhas coisas...e talvez justamente essas 'diferenças' possam tê-las tornado mais leves ou lidáveis quando algo estivesse difícil e eu não visse direito outros pontos, ou até mesmo tornar melhores quando algo fosse bom.). Por mais que seja maioria, não é sempre que as pessoas realmente estão dispostas, e de forma tão natural e carinhosa, a fazer parte dos momentos e das coisas, boas ou ruins. Parte de nós. E eu gosto dessa certa simplicidade, e com o crescer, aprendi a lidar mais com os leques diferenciados, e isso não só me tornou um algo mais afável, completa e melhor, destacando inclusive minha grande gama de coisas e caracteres, mas passei a vê-los com mais riqueza e grandeza também, e realmente noto mais proximidade. Creio que ambos lados sempre tem alguma coisa a nos oferecer (como individuos) e também a receber de nós, sem contar que todo mundo tem algum desafio, nunca sabemos quando eles nos juntam. Claro, isso desde que essas pessoas tenham determinados valores fundamentais e certos aspectos de carater em comum, pois sem isso, não tem jeito mesmo haha
Acho que realmente, é um bom momento pra passar a cuidar mais desses pontos, haha, e eu ser menos bobinha e usar um pouco do telefone e dizer algo quando eu precisar, seja chamar uma companhia, pedir um help, ou dizer que me sucedeu algo bom/ruim e simplesmente compartilhar.

Talvez ajude tudo a tornar um pouco mais leve, para mim mesma, e manter vínculos. :)
Aqui é um 'começo-novo', então, isso também faz parte. Compartilhar coisas realmente é algo que faz bem. :))

BTW...

Esse FDS é feriado de 1o de Maio (força aí queridos amigos paulistas que não viajarão e passearão pela cidade mesmo. Que o metrô não esteja superlotado graças ao Paulinho da Força, militantes, eventos de 1o de maio e cia, e que seja um feriado tranquilo apesar de tudo, haha - e tomara que haja um 'remember' do trânsito em SP idem ao que foi do Carnaval, aquilo foi maravilhoso! Vazio e sem gente louca, ah se fosse daquele jeito sempre...e ainda assim, com dinâmica e bom movimento. aaaaai!)
Como o feriado é terça, o fds naturalmente será prolongado.
Estava pensando em passear por ai, rever um pouco a cidade, andar pelas regiões clássicas, vai dar um up bacana :) Combinei com o Di de fazê-lo no domingo à tarde, e em último dos casos, vamos ao Shopping Alto Palermo, aqui perto de casa, ou em algum café... pois atividades aqui ao meu redor é o que não falta :p
Mas eu tinha vontade de ir la na Calle Florida e no miolinho da Recoleta :) - tá que vou sentir saudades da minha mãe, mas...


Calle Florida em 1937. Simplesmente EN-CAN-TA-DOR. Que foto divina, lindo!







Bem, voltei para casa com o incidente que já narrei aqui, e descansei satisfeita.
Beleza em dia, social em dia, estudos em dia, espirito em dia, dia em dia (LOL), e enfim..em um dia comum, rotineiro, normal, fiz tudo o que gosto (aka. cumprir as atividades do dia, em variados campos, e direitinho..fazê-las funcionar), de forma natural e simples, e foi suficientemente especial assim.
Eu gosto de rotina, e gosto quando ela é bem tratada. :))

Um presente suficiente para mim é a vida caminhar bem e bonita, com as suas pequenas riquezas.
Acho fabuloso que o dia a dia tenha sua própria graça, que cada dia seja sua própria graça. Isso acaba sendo bem estimulante e destaca suas pequenices bonitas ou coisas que são importantes e queridas pra nós. Não mais, independente de ter algo 'especial' (extraordinário) ou não, isso permite que qualquer coisa surpreendente seja bacana ou muito mais lidável do que se fosse aquela rotina maçante ou quadrada em que você já pressupõe ou estabiliza ser um dia bom ou ruim. Muito pelo contrário, você tenta tornar melhor ou ir acertando as arestas..lidando com os borings, sonos, cansaços..típicos..e também com as piadas, pequenas belezas e detalhes...isso torna o dia a dia rico e único, e a gente passa a ver graça até mesmo nessas coisas repetitivas e 'difíceis' que vamos levando. O bom humor impera, e o carinho pelas coisas cresce, se é que não surge tantas vezes.

Acho que estou aprendendo a enxergar melhor as coisas daqui, e seus recados. Estão tão bons e tão bonitos quanto os que 2011 trouxe pra mim.
:)


e seguimos trabalhando! hahaha



Bisous!











E um ano depois, eu não tive crise alérgica *começos da alergia que viria..*, não passei mal, e não me atrasei. HAHAHA
Um beijo enorme ao Fê (Licot), ao Arthur e ao Fred que foram celebrar comigo no ano passado exatamente um dia depois, mas acabou que eu tive algum tilt repentino e o almoço não aconteceu. HAHA
Não mais, grata eternamente pela prontidão deles em ajudar, em especial do Fê que se moveu com uma rapidez, um cuidado e uma firmeza incríveis, de orgulhar a qualquer serzinho da medicina aqui :) - pobrezinho, devo tê-lo deixado assustadíssimo, argh, detesto isso, além do próprio desconforto da situação né? Enfim, gesto de carinho inestimável.
O Arthur havia me dado uma caixa da Wonder Cupcakes com 4 cupcakes deliciosos e lindos, e o Fê e o Fred o CD do Final Frontier do Maiden (<3). Mocinhos queridíssimos!


É algo realmente engraçado, mas comigo..tudo o que acaba 'dando errado' ou me parecendo frustrante (porque não foi simples ou 'normal' como foi pros outros), sempre sai melhor que a encomenda, e algum toque humorado, ou algum detalhe bem característico que eu geralmente aprecie.

Pequenices...

Grandiosas.


:)




Há pouco estava no ônibus (o número 60, aquele que falei ser super importante aqui) voltando da aula. Naturalmente cansada, e contente pelo ônibus estar vazio e ter lugar para sentar, aproveitei a oportunidade.
Dado certo tempo, o carro começou a encher de gente e não restaram mais lugares.
Em certa parte do trajeto, entra no ônibus um elegante senhor, já idoso. Na falta de sítio, segurou-se no corrimão..e ao reparar na sua dificuldade visível em caminhar, me levantei e lhe ofereci o lugar.
Ele me olha com a sua pele impactantemente branca, e mesmo sendo um homem pequeno e encurvado pela idade, tornou-se grandioso ao olhar-me, e sorriu com a maior das simpatias e doçura:
"No niña, por favor..!" (não menina\jovem, por favor *aka: não precisa, não se incomode*)
Eu lhe sorri de volta e disse: "No te preocupes, ya luego bajo, si?!" (não se preocupe, logo desço)
Ele me sorriu de volta, e agradeceu, e como que comovidos, trocamos os lugares.
Foi breve, segundos, e praticamente silencioso...mas transbordante de sorriso.

Fiquei, por conta do trânsito, um algo como 10 ou 15 minutos parada no carro, até chegar no meu destino. (se isso importa? of course, not. Igualmente quando, na troca, não tive onde me apoiar mesmo em movimento. Sério mesmo, isso não é nada.)

A cena em si chamou à atenção dos outros passageiros.
À mim, a delicadeza de um senhor.

Este que poderia ter todo o direito e moral de pedir um lugar para sentar, e que visivelmente o necessitava.
Porém, com uma linda elegância e natural dignidade, manteve-se em pé, tranquilamente, sem criar qualquer constrangimento para qualquer um que lá estivesse sentado.
Porém, mais do que tudo, o encanto de seu cavalheirismo ao recusar a oferta de um sítio, que sim..o ajudaria, mesmo que essa oferta viesse de uma moça pelo menos 60 anos mais jovem, e logo, que não tem qualquer argumento sobre força, vigor ou necessidade de sentar-se.
O simples, é que em sua cabeça, de forma completamente natural, espontanea, por mais que eu fosse de uma geração bem distante, fosse nova, fosse uma estranha, o fato de ter boas pernas ou não, simplesmente nada era motivo. Não justificava fazer uma mulher levantar-se e tecnicamente 'passar incômodo', por mais que ela pudesse comportar ou aquilo fosse justo. Não justificava, só por ele simplesmente ser idoso e ter pernas delicadas. Que simplesmente, por mais que se precise, isso não é justificativa para qualquer ato deselegante e indelicado, com qualquer um que seja.
Essa é a verdadeira justiça, a verdadeira elegância. Algo completamente natural, e digno, muito digno.
E naturalmente, vale a repetição, ocorre o gesto recíproco, e cada coisa em seu lugar, e cada respeito magnificado e valorizado. E chega o bem estar.

Ver essas coisas, considerando o cenário tão contemporâneo (um ônibus), a dinâmica de uma grande cidade (a 2a maior da Am.Latina), as probabilidades considerando a época que vivemos (2012), a maioria da população moderna e da quantidade de pessoas da idade desse senhor...
realmente....
são aquelas pequenices grandiosas que nos surgem, e criam poesia não só no dia a dia, mas na rotina também. Tudo fica mais doce e especial. Tudo parece que se acerta, e notam-se como pequenos recados para lembrarmos de coisas, e percebermos tudo, como realmente é e funciona.
É revigorante.



:)


Hoje foi um dia especial. Realmente, que belo presente de aniversário, até mesmo, considerando o dia anterior em si :)




quarta-feira, 25 de abril de 2012

ANIVERSÁRIO

Primeiro aniversário em Baires.


Não foi um dia em que tenha acontecido algo de especial (com exclusão dos recados queridos e lindíssimos que recebi de todos!), então busquei que fosse um dia agradável e me proporcionei alguns mimos, mesmo que pequenos (já que não tinha como e nem dava pra fazer muita coisa), realizando pequeninas coisas que tanto gosto :) - além de uma 'férias de um dia' ("Hoje decreto férias!") como falei comigo mesma. rsrsrs passei o dia sem pensar em relógio, curtindo o conforto da casa e dos meus pequenos mimos.
A proposta era tentar realizar, ao máximo possível, coisas que eu gosto e que me fazem bem, então tomei um belo café da manhã, passei um bom tempo de pijamas e curtindo a casa (:DDD), preparei meu prato predileto (picadinho!), me dei um pequeno beautycare & fashioncare, descansei bastante, tomei um gostoso café, fiz compras de coisas que queria (e dei um START fortíssimo para produtos mais frescos e saudáveis :D) e peguei o meu presentinho de aniversário!
Enfim, tentei atender algumas pequenas coisas que eu queria, e que me dão agrado.
De certo fez muita falta ter com quem compartilhar a data e esses pequenos gostinhos, e para dificultar, os meios de comunicação brasileiros tiveram um pane geral e muitos só puderam se manifestar à noite ou quase virando o dia. - e esse 'break' cria uma certa sensação solitária, né, já que fica aquele buraco comunicativo...
Também gostaria de ter feito algo diferente, não sei, talvez pela emoção de algo marcante - aniversário afinal, e o primeiro em baires - ou simplesmente para registrar. Mas como tudo, nós nunca sabemos ao que os incidentes nos levam..e quiçá tenha sido assim porque algo fantástico está reservado a seguir :)

Mas eu só posso agradecer os inúmeros recados, todos tão carinhosos e gentis, e também com os votos mais variados. Isso demonstrou um carinho e uma presença absurdas de todo mundo.
(Parece contraditório falar de 'presença' depois que mencionei 'sensação solitária', mas explico:
A 'sensação solitária' é uma, justamente, sensação; dada pelo evento do break comunicativo.
A presença é uma constante, visto que, apesar da distância, as pessoas estão pendentes de algum modo e, também, sempre buscando integrar-se ou integrar-me, até em pequenices, demonstrando um imenso gesto de carinho e afeto, e especialmente, recordação. Isso torna os laços mais apertados e realmente gera uma proximidade, mesmo que por via emocional, já que de alguma forma acaba acontecendo uma convivência, reduzindo muito a distância e toda e qualquer sensação de vazio ou ausência. E ontem, independente do tempo, do horário, ou da forma, esse carinho chegou, tanto quanto o carinho de todos os dias.)
Muitos desejos de sucesso, proveito e força, mas algo que vi em maior parte dos recados, foram mensagens de saudade. Gente dizendo que sentia falta, o quanto gostariam de estar, e perguntando se está tudo bem e torcendo que esteja tudo bem, dando certo, e que eu esteja gostando de tudo e aproveitando bem. :)

Recebi umas mensagens incrivelmente especiais...
mas de longe, a que mais me comoveu, foram as da minha mãe..que me mandou inúmeras fotos.

Os títulos dos emails eram recados sucintos e carinhosíssimos, e que resumiam a bela imagem que vinha a seguir...
elas me tocaram fundo, e tratavam com precisão, hábitos diários..gostos..detalhes. Me mimavam e me acarinhavam com uma maciez que marejam meus olhos sempre que vejo.
E me emocionou essa presença. Me emocionou o desejo de estar, de partilhar..e de realizar essas coisas e pequenas idéias de aniversário...

Pois, mesmo que não tenha acontecido aqui, fisicamente, realmente..foi como se pudesse tê-la passado, é como se tivesse sido exatamente daquele jeitinho.
E isso..não tem preço. :)



sábado, 21 de abril de 2012

Você sabe que é ligada em moda quando...

....está no meio da RUA, e percebe que a estampa da blusa da mulher ao lado é a mesma do seu short.


...


é sério.


HAHAHAHAHA


O Short
A senhora
          


Isso me aconteceu na quinta. E eu não tive como não registrar.

O mais bizarro foi que eu estava com o short de mesma estampa, AO LADO dela. Parecia até piada. -_-"
(vale dizer que é um dos meus shorts preferidos)

E no momento, eu somente bati o olho e pronto. - afinal ela estava do lado
Eis que...Tive um estalo. (O.O")
~dramatização~
Virei o rosto imediatamente nos 90º mais lentos e impressionados da história (eu devia tar com uma careta impagável e aquele sorriso meio torto típico dos tilts) Tipo Isso
Reolhei, olhei de novo, olhei beeeem e... #TELAAZUL
ARREGALEI OS OLHOS TRAVADA (O_O) , me certifiquei olhando para o short.
Levantei o rosto parcimoniosamente e reolhava com a maior expressão de #cmofas (Ó_Õ").
OLHEI NOVAMENTE e assegurada (também depois de tantas olhadas..caramba.)   fui pegando o celular ~discretamente~ da bolsa e *CLICK*  fotografei a cena *com um Sol enceguecedor batendo nos olhos, mas tudo bem...* e simplesmente... desacreditei.





AAi cara indústria têxtil, mas é cada pegadinha que vocês nos causam...



p.s. Não me incomodou em nada as estampas iguais, isso é bem provável de acontecer e é algo muito frequente se tratamos de moda.
Aliás, como dá pra notar, são tecidos diferentes e com a estampa aplicada de forma bem diferente. É um dos ases da moda mesmo esse tipo de incidente, um mesmo conceito ou estampa usada em várias versões, isso quando não é a mesma.
Mas a situação em si foi bem hilária, notar na rua, em uma senhora, total acaso, EM BUENOS AIRES.
A sensação é de improbabilidade total.



Definitivamente...essa é a maior prova de que eu sou alguém bem ligada e percetora\perceptora com a moda. rs
#RarityApproves





Dia de Compras em Once :)

Esses dois dias de 'sumiço' do blog, foram dias bem ótimos pra mim :) muita produtividade e progresso. E como eu terminava SUPER morta, tinha moonte de idéias pra postar mas força alguma para escrever..rsrsrsrs
E eu não queria mais acabar tendenciando e postar coisas como: Sono, estou com sono, to cansada, quero dormir, mimimimimimi.
:p

Ontem fui até Once (região comercial daqui de Baires - no qual inclui e não inclui mercado popular, tudo depende da altura da Av.Corrientes - logo, região onde você acha de tudo e com preços mais interessantes) atrás de um tênis de corrida que sirva para os meus planos de exerícios e para as andadas em geral por aqui. :)
(Curiosidade: Once não é o nome oficial do bairro e da região. É um nome que acabou sendo aderido (como "Bixiga" para falarmos da Bela Vista, em SP) por conta da estação de trem 'Once', localizado nas irremediações.
O nome correto do Bairro se chama BALVANERA, e é coladinho da Recoleta. 'ONCE' acabou ficando um nome de generalização, mas na verdade ele especifica uma zona no bairro de Balvanera, por isso que acima destaquei que depende da altura da Avenida Corrientes (como em tudo aqui em BsAs), e até mesmo, em que parte do Bairro mesmo. O trecho em geral de intenso comércio e movimento, é na própria corrientes entre a Avenida Pueyrredón e a Calle Uriburu.
Costumo dizer que Once tem um quê de 25 de março, Brás, Bom Retiro+Luz e Bixiga. Tem elementos dos quatro.
Once é uma zona muito marcante da cidade por ser bem singular. Ela possui um estilo e uma dinâmica bem próprias, uma arquitetura um pouco diferente, uma geografia - distribuição da localidade - um pouco diferente, e inclui muita história..seja nacional ou popular. Essa região foi 'criada' (ou melhor dizendo, 'desenvolvida') para atender EXCLUSIVAMENTE às necessidades da estação de trem, e por isso toda essa diferença que tornam a região praticamente uma 'cidade à parte'. É bem loucura, realmente dá pra dizer que é a região mais agitada da cidade toda e bem fora do universo porteño todo.
Atualmente, dizem que o once, que indicou um passado de lutas e conquistas, hoje indica um futuro pujante - ou a luta por ele - por conta da sua riqueza comercial (independente do porte desta).


Once.
A gente, de SP, se desacostumou com esse cenário de placas inúmeras por conta da Lei Cidade Limpa, né?! E btw, é uma lei muito boa pois ajudou bastante mesmo na limpeza, visual ou não, da cidade. Foi estranha no começo, porque era difícil entender-se e localizar as coisas, mas depois a gente se adaptou, e foi ótimo poder enxergar melhor a cidade e a arquitetura..(só que aqui emn Baires, esse último ponto, com ou sem placas, dá pra notar muito bem hahaha!)


Sucesso, e GOSTEI MUITO da compra! Há muito tempo não comprava os feiosos tênis esportivos, mas fiquei muito satisfeita com os modelos atuais, são bem mais 'clean' e delicados (NIKE NUNCA MAIS, eca coisa horrorosa, nunca gostei), mantendo todo o propósito tecnológico de amortecimento, ventilação, respiração cutânea..etc. - claro, não tem nem como comparar com os lindos dos all stars que eu tanto amo <3 haha

Peguei um lindo Fila Running violáceo - o rosinha não tinha mais *snif* - que se adaptou muito bem ao meu pé (coisa raríssima com esportivos!). O vendedor - rs, essa foi uma graça à parte - elogiou muito o tênis e gostou bastante dele no meu pé: 'achou delicado'. - porque esse é um efeito desgraçado que acontece com os esportivos: deixar seu pé um tijolão truculento.
O que mais gostei, além do shape todo em geral, é que o tecido, mesmo branco, tem um acabamento sutil violeta também deixando bem harmônico, E (o mais importante) é fácil de limpar. HAHAHAHA
(como o vendedor disse: esse você passa um paninho e TÁ NOVO! - so much love <3)

Tênis nada truculento :) visivelmente esportivo, mas bem mais delicado. AMEI!
'Fotinha de Publicitário' de acordo ao Gabe. HAHA
Achei ela pífia na verdade, mas mostra bem o item, e bom, se parece de publicitário, então deu certo a idéia de 'mostrar o produto' :P

O vendedor era muito simpático e gentil. Reconheceu que eu era Brasileira por ALGUM motivo (eu ainda não sei qual - talvez seja o costume de lidar e ai ele ficou mais 'capo' para perceber) e então soltava algumas palavras em português, rsrsrs. - mas admito que me incomoda que me identifiquem como Brasileira, pelo menos aqui. Parece que fazem um trato 'diferente' por conta disso, as vezes positivo, as vezes negativo...mas também me incomoda muitas vezes por conta do padrão geral - de educação, especialmente - que são dos brasileiros que cá estão, turistas ou moradores, e bem, fica complicado ser imediatamente associado a isso, mas eu falo sobre noutra post.
Muitas vezes ele usou as palavras para dar um quê de graça, outras para ser mais simpático ou acolhedor, ou um mero training da parte dele - afinal, para quem trabalha com comércio aqui, visto que o $ tá chegando via BRAZIL, é um conhecimento interessante de se ter.
Mas num geral mesmo ele era uma pessoa bem simpática, muuuito atensiosa, paciente e bem gentil, fazendo jus à fama do atendimento argentino. Isso torna tudo imensamente mais agradável. :)

Não sei garantir se ele foi com minha cara ou coisa do tipo, ou se era somente uma pessoa amável, mas me deu a sensação que sim (que foi com a minha cara) logo de início - o que sempre me deixa meio tímida e ao mesmo tempo 'coqueta' já que ganhar sorrisos e uma pessoa que 'te mima com boa vontade' tira um pouco da nossa reação.
Mas ele se despediu soltando um "Obrigado!:D" ao invés de "Gracias!" haha - acho isso um barato!

Bom humor e gentileza, além de prestatividade - no caso de vendedores -, é sempre algo muito bom.

Porém fiquei pasma com trajes esportivos. Além de ter sido difícil achar shorts - femininos -, eles não eram de preços muito convidativos. Acabou que andei Once inteira atrás de um - em certo ponto eu já tava aceitando até calça de jogging - e naaada. :(
*eu fiz a incrível monguice de não trazer minha roupa esportiva, esmaltes, e outras coisas, pois eu esperava comprar aqui, mas tomei a bela surpresa de ver que não era tão compensatório comprá-las aqui*
Ver se na Florida (duvido) ou em Abasto eu encontro, pois os que haviam na loja da adida's e em uma multimarcas esportiva no Shopping Alto Palermo não me atrairam de forma alguma. (difícil algo da adida's não me conquistar viu..)
Mas de forma alguma, algo de $150 pesos pra cima é algo que eu simplesmente NÃO quero. Acho absurdo. É a metade do valor de um TÊNIS (paguei $340 no meu), e o valor de vários sapatos. Não tem sentido mesmo. (esse vai pra lista do alicate de cutícula)


À parte disso, comprei um cardigãn de cor cru (foi difíííícil escolher entre ele e outro que era um tipo cor 'café com leite', ambos muito práticos!), de corte reto, um lindo detalhe apenas nas faixas frontais, longo, de uma malha de 'buclê' (não sei especificar o tecido, só sei que não é algodão nem sintético, rs) bem boa com uma textura deeeeeeliiiiiciiiiiooooooosa, um caimento incrível de bom e pesadinho (gosto assim!) lindo lindo lindo! Tava namorando desde que cheguei - valeu a pena, pro material que é saiu barato ($85) sendo que muitos outros, que são de algodãozinho ou sintéticos saem por volta de $120. Não mais, procurava e precisava mesmo de um desses. Tô feliz! :D
*Postarei fotos em breve! Até mesmo porque, como eu queria, ele é super combinável e me permite brincar infinitamente com meus itens, coisa que adoro, então fico até mais inspirada! :D*

Comprei também três pares de meia da Nike por $15 (JUSTÍSSIMO! :DD), uns bonitos esmaltes ($9, o mais barato que você pode achar aqui. A moça fez promoção de 2 x $15 haha não aguentei.), busquei meu tripack coronitas na Havanna e também tomei um gostoso capuccinito :D (viu Gabe!! acabo não tendo como provar e mandar o recado de 'olha, lembrei de você!' porque fui mongol e não tirei foto. Acabei esquecendo por causa da quantidade de coisas na mão e do cansaço..sry.)

E bem, toda essa jornada caminhando me deixou tal cansada que só cheguei em casa e CAPOTEI! xD
Sentei no sofá e acabei dormindo com o iphone tocando no fone e tudo. Dei uma levantada, me banhei, preparei o jantar, e finalmente...descanso!
Há muito não dormia tão cedo (eram umas 22:30 no máximo) e com uma vontade tão grande. :))


E o jantar que preparei ao chegar em casa me faz recordar de como me orgulho de saber cozinhar, e gostar de cozinhar. Só digo que sou uma total negação no arroz mesmo, e isso puxei da minha avó - uma vez que meus pais fazem muito bem arroz.
Faço de tudo, mas não me peça arroz que dá vexame! HAHAHA (Mãe, Pai, Mauro, VOCÊS QUE SABEM FAZER ARROZ, me salvem. HAHAHA - pior que todos eles já me ensinaram e continua dando errado. Em compensação ninguém faz macarrão melhor que o meu! ;D hahaha
cada um tem que ser bom em alguma coisa, até mesmo no mais simplão! hahahaha)


Hoje ainda tem mais post! Aguardem! :D


Bisous!



quarta-feira, 18 de abril de 2012

1 Semana...

...Para o Meu Aniversário! :)

:DDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDD
#AqueADORAoPróprioAniversário

#FOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOMMMMMMMMMMMMM!!!!




E fico muito contente com o dia de hoje, pois foi suficientemente produtivo. Isso para mim é importantíssimo, e não mais, foi muito tranquilizador. Que alívio! #uffa!

Não mais, essa semana em si está sendo bem especial. De muita evolução e novas experiências. Queria agradecer ao Gabe que é um amigo e um indivíduo fantástico e além de tudo anda sendo uma companhia e tanto, e um bom responsável por tudo isso. :)
A evolução está sendo diferente da das outras semanas, não é um enfrentamento e ai 'grow up', é um delicado reencontro, enquanto que clareamento de coisas. Tudo entrando nos eixos em todas as partes, sabem?! Muitas sensações calmantes, gratificantes...que ao mesmo tempo eram desejadas, estão sendo bem inesperadas. É se sentir no lugar, e realmente apenas na reta de como produzir melhor, de que forma usar as qualidades, manipular os defeitos, se compor e viver da melhor forma no que você busca, e no que você já está, que já é pelo menos a pontinha de tudo o que você procurou, quis e precisava.

Esse casaco, o visual e a cena toda em si, tem tudo a ver comigo. E bem, é exatamente com esse sorriso que eu me sinto :)


Eu andei me sentindo tão desinteressante, com uma rotina desinteressante, até mesmo pra escrever aqui. Sentia que estava 'sem nada' para contar, mesmo dialogando tanto todos esses dias.
(Mas talvez isso seja efeito da característica que acabei herdando dos Orsini - parte materna da família mas secundária\não direta -, uma auto-cobrança quase sem salvação rsrs, mas estamos trabalhando!! haha - e já garanto que isso melhorou muito.)
Mas hoje eu estava pensando como de rotina nas pequenices da vida e soltei um: "Poxa, bem pelo contrário, há TANTO de interessante!" e compilei, definitivamente, o tanto de coisas que eu possa contar, seja externo ou não. Uma pequenice que me gere graça, uma observação, o que seja, elas já me servem para escrever e contar um universo gigante de coisas (sejam fáticas ou apenas sensíveis mesmo mexendo com meu universo interior e pessoal)...e essas pequenices, definitivamente, são as que preenchem a rotina de determinada forma.
Pequenices, mas que já podem gerar um diálogo, uma post, e toda uma cadeia produtiva.
São o charme diário que eu gosto. :)



Essa sensação de reencontro com algo tão óbvio e habitual pra mim (me refiro à percepção) foi bom para dar uma refrescada, e uma sensação de satisfação gigante, tanto por sentir que não estou apática, como por sentir de forma palpável e clara meu senso produtivo - especialmente nesse aspecto - e poder trabalhá-lo ainda mais.
(Não mais, independente de cansaço, muito trabalho, ou o que for, esses reencontros refrescados com 'o de sempre' são fabulosos, dão vida pra tudo, e relembram porque fazem parte do nosso dia a dia, porque nos dão certo prazer, importância, etc, etc. Realmente satisfaz, nos tira de apatia, nos dá paixão, gosto, aconchego. É bom sentir tudo isso, e reencontrar também esses tatos óbvios e diários na sua essência e na sua graça.
É aquilo que falei na post do café.)


Me sinto bem tranquila e em paz, mesmo com tantas coisas a se fazer etc e tal, mas acho que tudo está cada vez mais 'orgânico' e realmente aderido. E não falo de Baires, somente, mas toda uma composição pessoal mesmo. As coisas 'próprias', antigas ou novas (não importa), não apenas repaginadas, mas realmente evoluídas e refrescadas, seja por estarem mais trabalhadas - e logo de alguma forma ser uma novidade e trazer novidades - como pelas coisas novas em si que surgiram, e que é natural..já que estamos vivendo, e o tempo correndo. - apesar de nem sempre notarmos haha



E isso...isso é muito bom, e o melhor, e o mais coerente presente que eu poderia ganhar de aniversário. :)



Obrigada, semaninha.
Obrigada a todo mundo.
E obrigada, Gabe. :)


Bisous!



segunda-feira, 16 de abril de 2012

Saudades....





De você, Querida Cor-de-Canela....














w.L

Baires 'n Beauty

Todos sabem o quão bela é essa cidade, ou o quão peculiar é o estilo de seus habitantes.
Mas não vim para comentar da beleza de cada um, nem da forma ou os costumes de beleza de seus habitantes. - sequer mesmo, de algo que tenha sido belamente inspirador hoje (além do café)

Infelizmente, por maior que esteja a agradabilidade dos meus textos no dia de hoje (percebi que estou bem para isso, apesar do sono e cansaço colossais), o assunto da vez não é nada romântico:



CUSTOS.




xD




*Post absurdamente feminino. Mas se você, querido amigo rapaz, querido rapaz-leitor, quiser ler e ter como um conhecimento geral - independente do uso ou da função - fique a vontade e espero que goste da leitura!*


FARMACITY FARMACITY <3

Linda Filial na Av. Córdoba (e grandona!) perto da Calle Florida. Em geral, as filiais nas avenidas grandes como a Córdoba e Santa Fé possuem esse estilo em suas fachadas :)


Farmacity é uma grande cadeia de Farmácias aqui em Buenos Aires - não sei se na Argentina toda.
É bem popular, até mesmo pelos estrangeiros - é um dos 'locais' conhecidos e sempre recomendados, pela facilidade de encontrar, pela variedade e até pelo custoxbenefício.
Há filiais em todo lado, e uma gama de produtos de se encantar! - e eu que adoro uma farmácia..magina se não fico curtindo as gôndolas..rsrsrs
Além das inúmeras marcas desde a área de cosméticos até medicamentos, há os produtos de marca própria. E tudo é de absoluta confiança.
Possui alguns outros produtos e variedades como cabos, fones de ouvido, guloseimas e até mesmo alguns produtos de lavanderia.
É realmente uma farmácia muito boa, muito bonita, mas especialmente encantadora pela variedade e precinhos bons!
(na área cosmética, para nós brasileiros em especial, é bem interessante pois acaba saindo mais em conta e muitas vezes beeem mais em conta - isso sem falar quando são produtos e linhas que nem temos acesso!
Se você não vai pros States ou tiver planos de vir pra cá, compensa!)

Nota: Uma coisa que gosto muito aqui das farmácias em geral é o serviço de delivery, acho demais!
- aliás, há delivery em tudo e DE TUDO aqui, e todos com entrega gratuita, e grande parte, 24hr. O que mais gosto é o de supermercado. haha - SPpegaissoporfavor -
Outra fantástica são as vantagens por fidelidade, e os descontos inúmeros que te dão independente de você ser afiliado de algum convênio ou não (geralmente elas são aquele gênero de desconto na hora ou então em que te dão um cupom dependendo do quanto você gastou na loja. Costumam te dar eles a partir de valores bem baixos como $15) e claro, os próprios serviços, porcentos de desconto e facilidades para quem tem convênio. (essa é bem interessante para quem usa medicamentos específicos e todo mês, igualmente ao que temos no BR)

Hoje fui até o Farmacity comprar alguns produtos que estava precisando: bálsamo hidratante para os cabelos da TRESemmé (pois o clima está ABSURDAMENTE SECO então terei de reforçar os cuidados), desodorantes e algumas pequenices.
- aliás, recomendo MUITÍSSIMO a marca :D hidrata e cuida horrores do cabelo, o protege e o mantém bastante, tem um cheiro absurdamente delicioso (é uma das características famosas, inclusive), e rende muito! :)
Eu sempre usei Pantene desde que me conheço por gente. Agora a "TRÉS" faz parte dos bons produtinhos para se ter em casa e servir para o nosso cuidado básico de cada dia. :) Deixa o cabelo ótimo, e é bem prático pelo cuidado simples e eficiente!

Fiquei bem feliz pois, apesar dos preços não variarem muito - geralmente - entre supermercado e farmácia, a Farmacity sempre tem promoções e acabei tendo a sorte e pude arrematar os produtos que mais gosto de usar por um precinho bem melhor que o costumeiro, e mais barato do que produtos de qualidade inferior :)
- promoções, OBRIGADA! #ComAmorTodoOPúblicoFeminino :) -

Mas vim aqui fazer o incrível desabafo da minha inconformação generalizada com o preço dos alicates de cutícula. (é sério! haha!)

Há muito precisava adquirir um por aqui, mas ficava amargamente descontente ao ver o preço e sempre postergava até mesmo pela esperança de achar algo mais coerente e conveniente.
Bom, dado tanto tempo, eis que finalmente comprei.
(obs: eu não trouxe o meu lá do Brasil pois achei que poderia comprar aqui sem problemas, até mesmo pelo fato de que sempre acabo tendo o azar de tomarem quase completamente meus kits de manicure no aeroporto :\)
Estou satisfeita pelo desejo\necessidade atendido, mas completamente desconfortável e descontente pelo gasto que, para mim, é de valor injustificável. - eu pretendo, assim que tiver tempo, pesquisar o motivo desses preços. Noto que produtos que sempre envolvem aço e metais em geral acabam tendo um preço mais elevado, ainda mais se Brasileiros. (a Tramontina, por exemplo, aqui é um absurdo. Produtos EUROPEUS saem mais baratos!)


Inclusive vale dizer que antes eu estranhava o preço da manicure aqui. Achava ridiculamente caro (média de $30 para as mãos).
- para uma referência: 30 pesos é um custo médio para qualquer coisa aqui. Costumamos dizer que é 'o valor do táxi' pois geralmente é o suficiente para ir com ele à qualquer lugar da cidade, e também significa que é um valor acessível e médio para a maior parte das pessoas.
(Naturalmente, o táxi compensa em dadas ocasiões.
É um serviço acessível, - bem - mais acessível do que em SP por exemplo (pois boa parte da população pode fazer uso, e com dada frequência), mas ainda assim não é algo barato (é intermediário), especialmente quando você descobre de fato as distâncias e localidades e aprende a andar por aqui, e então, para a dinâmica diária do Porteño, fazer uso dela perde um pouco do sentido (aka. não compensa), mas se for o caso ou quiser, eis ai um serviço que existe com frequência e que há viabilidade de pago, e eis ai a grande diferença com os nossos queridos táxis de cor branca)
É um valor que atende qualquer necessidade e atividade, logo, é uma quantia bem maleável e útil. Com ela você pode fazer desde apenas uma coisa, até fazer um belo proveito. (considerem a referência que $50 é valor suficiente para um mercadinho semanal - quiçá até quinzenal -, variado e completo, de duas pessoas) -

Mas depois que vi a MÉDIA dos preços de alicate de cutícula, cheguei na seguinte conclusão que ir a manicure aqui compensa terrivelmente mais! (a média é algo por volta de $55!!!! Absurdo, é o valor de uma refeição! Já encontrei alicates indo até os $100, mas a maioria é por volta de $65. Ridículo.)
No Farmacity foi onde encontrei pelo melhor preço (não pude verificar em Once, então..me desculpem se realmente houver uma opção mais barata) mas $28 doem na alma se tratando de um mísero alicate, e da linha mais básica possível.
Não é o valor absoluto em si o problema, mas a coerência e justiça com o preço. Por mais que você possa comprar algo, não significa que aquilo está simplesmente bem. Certo?!
Acho algo bizarro pagar bem mais barato por produtos cosméticos à um alicate.

É engraçado sentir esse desequilíbrio. Apesar de ser algo - infelizmente - frequente no Brasil, acaba sendo esquisito quando você parte para uma economia que tem uma tabela de custos mais coerente - por mais inflacionada que esteja - tanto pelo valor em si do produto quanto pelo poder de consumo do seu habitante.
Enfim, eu realmente quero pesquisar o que leva ainda à certas tabelas, pois muitas vezes sai da minha compreensão lógica das 'medidas da moeda' (converter diretamente acaba sendo algo sem sentido, há muitos fatores a serem considerados)

Manicure e produtos do tipo são realmente uma coisa não muito barata aqui, e frente ao custo pífio que é no Brasil, desacostuma.
Em compensação chega a ser felicidade e amor plenos ter todas as linhas, e COMPLETAS, da Mavala, Sally Hansen e Cutex, tendo então esmaltes, bases, removedores, protetores, fortificantes, cremes, acessórios..uuh! <3 - essas três são as melhores marcas para o cuidado das mãos e unhas, reconhecidas há anos em todo o Mundo. Depois postarei mais sobre elas e alguns produtinhos que recomendo e para caso alguém,que goste dessas linhas de cuidados, queira pedir :)))
Curiosidade: A Cutex, inclusive, foi tão popular na América Latina que é frequente escutar a metonímia "Cutex" ao se tratar de esmalte, rs (vivi muito dessa experiência, por conta da minha família, rsrsrs)


O mais engraçado dessa post é que estou falando justamente sobre unhas e produto de unhas.
Sou uma pessoa bem problemática para ter unhas longas. Tenho o péssimo hábito de roê-las e até os meus 18 anos eu mal cuidava das unhas. Porém, esse ato caiu no meu gosto e ajudou até mesmo a manter as unhas um pouco maiores e mais em ordem, mesmo que curtinhas, e passei a sentir uma satisfação enorme em ver essas minhas GRANDIOOOOOOOOOOOOSAS mãos *pequenas igual de criança, sério - em loja de jóias pessoal sempre dá alguma risadinha por impressionados, isso quando não são meus amigos "OMG QUE MÃO PEQUENININHA!!" haha* sempre bonitas, bem cuidadinhas..me ajudando a evitar não só a mania, mas me levando a curtir essa arte toda de esmaltes, produtos de cuidados, as últimas novidades, etc e tal. Virei fã, fã, fã!
Quem diria!
- tenho uma gaveta só de esmaltes, lá em casa, no Brasil :)
quando descobri que tinha a Dermatite Atópica - vale contar, está cada dia mais reduzida e mal se manifesta! Estou em algo como 5o mês sem reações agressivas!:D tamo superando! - fiquei muito triste por não poder curtir mais tanto os tons escuros (meu querido preto.. :( snif) e os tons lindos de azul e esverdados\turquesa. - elas possuem Níquel, e minha alergia é a esse composto - mas o bom é que tenho um gosto enorme pelos tons clarinhos, naturais e nudes e passei a fazer maior proveito, e inclusive desse aspecto de limpeza, cuidado e feminilidade em um teor 'menos fashion' - muito bom para quem pretende ser médica, e mesmo jovem, ter um bom aspecto de seriedade e delicadeza
(vale de curiosidade: hoje as jovens doutoras usam tudo colorido e vão super estilosas aos seus respectivos trabalhos! haha viram assunto dos veteranos, ainda mais homens! novos tempos...!).
Mas continuo aproveitando e curtindo bastante, mesmo nelas curtinhas, e sempre mantendo elas em ordem e ajudando a embelezar essas mãos pequeninas de dedinhos finos e longos de quem passou a vida toda fazendo nada e digitando no computador  haha-


Bisous!


Café... :)

Tomem sempre um delicioso café, todos os dias. São os meus votos - eternos.   :)



Pois não fosse esse velho companheiro da rotina, companheiro tão agradável e saboroso, hoje eu realmente não teria sobrevivido.
rsrs

O café não é um bom estimulante para meu corpo, lhes garanto. É praticamente sem efeito.

Porém, hoje, ele cumpriu com a mestria a função que eu tanto aprecio, e busco ter sempre com uma xícara de café: a sensação aconchegante.
Eu gosto de tomar o café e sentir uma tranquilidade imensa, por mais breve que seja o tempo com a bebida, por mais rotineiro e de costume que seja fazê-lo. Simplesmente me encanta a sua simplicidade, especialmente do momento, e claro..da sua riqueza de sabor.

Uma coisa realmente boa, especialmente se tratando de bebida ou alimento, tem esse princípio.
Não existe nada mais sofisticado que algo simples cheio de riqueza.
Aglomera pontos que nada mais poderia oferecer da mesma maneira.

Foi uma sensação agradabilíssima tomar meu café hoje, ao sair para comprar umas coisas e arejar um pouco. Um algo de prazer e delícia, de conforto quente.
A sensação foi incrívelmente especial e gostosa. Revigorante. Tornou o dia deliciosamente mais agradável e doce, e perfeitamente singular no mais típico da rotina.
Deve ter sido algo de no máximo dez minutos, mas a tranquilidade era imensa...e a fumacinha do café infantilmente doce que tomei, realmente cria uma sensação de agrado e paz perfeita para todos os dias.
Tomar café, mesmo sendo em um ato repetitivo, é único a cada dia.
Ele se adere e se adapta sem necessidade de forma ou de estilo.
É, sem sombra de dúvida, o parceiro mais apropriado para o dia a dia. Para todos os dias.

E essas pequenas coisas são realmente perfeitas, e ótimas, para se viver bem. Tornam os dias especiais em sua rotina. Nos sentimos renovados e revigorados, da forma mais doce e carinhosa.
Os dias se tornam melhores e mais lindos assim :) faz bem pro espírito, pro corpo, e pra mente.



Mais uma foto belíssima feita pelo Gabe, de um café (e cenário) que ele preparou em sua casa. Imponente e saborosamente rico, para os olhos, e para a sensação psicológica de sabor de café. (já o sortudo sentiu a delícia mesmo ao vivo e a cores.. :p HAHAHA)


Demais essa foto Gabe, eu adorei! :) são bem dessas coisas que eu gosto.
Obrigada por ter me enviado!!



Bisous!


La tierra buena de café :)

domingo, 15 de abril de 2012

CRASH!

SSSSSSSSSSPÁtifou.


Pois é.
Primeiro mês em Baires, e Primeira quebrada de copo em Baires.




(Pior que ontem mesmo eu estava pensando no fato ter de repor algo em casa caso eu quebrasse..PENSEI NO COPO - até por obviedade, é uma coisa corrente, que acontece e ia acontecer a qualquer momento -...e bom..ó lá as premonição fail - prever a coisa mas ela não te avisar nada sobre quando e como o incidente vai acontecer não é lá um bom alerta.
É algo que se espera, mas não pensei que TÃO CEDO xD

e não, dessa vez não me machuquei. #ufa - seria campeonagem DEMAIS me machucar pela terceira semana CONSECUTIVA. Sorte que tenho bom reflexo pra essas coisas.

Bom, só fiz um cortezinho PÍFIO e totalmente ignorável na lateral do indicador na hora de jogar os restos não-mortais do copo lá no lixo.. #bandaidfeelingsetábueno)




Acontece com todo mundo.
Uma hora, ou outra.

Bem vinda primeira quebrada de copos! Significa que estamos, realmente, vivendo aqui!
*agradeço a recepção calorosa viu, lembrarei disso quando tiver de repor o copo quebrado*

rs


Pior que eu TO RINDO da pataquada. Ah senhor..! Corriqueiro, e estúpido. HAHA


Prevejo um Sr. Novas Noites me zuando\criticando\preocupado pelo (por mais um) incidente.
Coitado, assim ele não vai aguentar me cuidar... sempre tá rolando alguma coisa! hahaha
(ok, não é pra tanto, estou dramatizando por puro efeito de humor. Eu me sentiria ridícula em ser tão desastrada e viver sofrendo coisas evitáveis, me sentiria o ser mais irresponsável e imbecil do mundo - coisa que não sou)
Droga, eu realmente não sei ouvir conselhos do tipo "não queime, não quebre..." o universo vai conspirar contra, e vai dar problema. HAHAHAHA

sábado, 14 de abril de 2012

Um Mês de Baires... :)

E hoje completa 1 mês que estou em Buenos Aires!! (14/04)

*sopra velinha de cupcake*

(pois é pessoal, já!)
:)


Um mês debaixo desse ensolarado e magnífico céu azul...
Um mês em que - agora sim - faço parte dessa linda, magnífica e tão especial cidade...







Aconteceram muitos incidentes nesse um mês.
A busca pela casa, aderir as coisas da cidade como rotina, as novas amizades, o início da vida sozinha aqui (com presepadas como os machucados e o roubo, e também os sucessos da minha autonomia e da moderação - inclusive no autocontrole e distribuição correta - ou tentativa - do tempo e dos afazeres), a independência em ação e se consolidando, os estudos fortes, e a construção de uma legítima disciplina (isso evita transtornos, faz tudo caminhar direitinho sem grandes pretensões. Querendo ou não, essas 'pequenices' com o tempo, ao irem se acumulando, e ainda mais sozinha, podem virar um bom pentelho)

O dia não teve nada de especial, pelo menos não no sentido corrente que agregamos para a palavra "especial". Mas foi um dia que ilustrou bem todo esse tempo aqui em Baires, que apesar de não ser muito, foi intenso, rico, e muito importante, especialmente no sentido dos auto-encontros nesse processo.

Esses auto-encontros foram variados.
Muitas surpresas sobre mim mesma, pelas reações rápidas de adaptação, superação e até mesmo de independência e equilibrio para lidar com as coisas (todas essas características foram bem maiores do que eu mesma esperava).
Mas a máxima do auto-encontro foi, definitivamente, os auto-reconhecimentos, especialmente das dificuldades, debilidades, e o maior de todos os passos, como e devo direcionar as habilidades de forma a tornar esses defeitos favoráveis e minimizados, e como tornar (e também usar), essas habilidades em verdadeiras e belas ferramentas, práticas, colaborando na realização das metas e objetivos por mais que elas não sejam diretamente envolvidas (mas me compõem, logo podem sempre favorecer).
Esse ponto andou me gerando um exercício diário de percepção, constatação e solução. Sempre surgem novas idéias na cabeça da melhor forma de aplicar e dar gestão, e até mesmo de me dar auto-moderação. E bom, com o tempo foi se tornando cada vez melhor, uma coisa mais natural e fluida, mais de acordo, e eu mesma passei a ser e a fazer as coisas de melhor maneira, e me sentir satisfeita.

Nike sob a imensidão céu de Baires
(Nike é a Deusa Grega da Vitória, acompanhante  de Athena, Deusa da Prudência\Força e Perseverança. Simbólico e coerente, não?)


O treino constante de como corrigir os erros tendenciosos, ou de como direcionar cada uma das habilidades e defeitos favorecendo as gestões mais práticas e as metas, realmente já representou um grande passo e, apesar de tudo ter corrido num formato um tanto fora do que eu achei que seria, atingiu e atinge o objetivo de estar aqui. E vamos seguindo. :) é muito bom saber como utilizar, E BEM, as coisas que você tem, sejam elas defeitos ou qualidades, e melhor ainda que elas ajudem nos objetivos que sempre pareceram tão incorrelatos com suas qualidades, e logo, elevadoamol vezes mais difíceis de se realizarem e efetivarem.
Realmente parece que a situação do comodismo, por mais mínima que seja, passou a se dissolver no ar.

Mas hoje foi um dia de resumo, e um dia lindo aqui em Baires.
Nada exatamente de especial, por ser bem rotineiro, mas importante igualmente..pois todos esses aspectos, de cuidado, perseverança, parcimônia, auto-disciplina, e até mesmo o próprio encanto com a beleza da cidade e dos hábitos que agora já são tão meus (e que estranho se tiver de agir de forma contrária agora), fizeram parte de forma leve e natural... e vão compondo cada um dos meus dias, por mais rotineiros que sejam. (além de serem expressos, a cada dia, com mais qualidade)
Parece que tudo está igual, por ser rotina, mas a base está ficando boa e melhor, e a mudança está sendo absurdamente sutil enquanto que profunda, e da mesma forma que o cenário, até mesmo as pessoas, laços, vínculos e deveres passaram a entrar e a acontecer com essa suavidade e importância. E surgiram assim, como se nada, mas pronto..já  são partícipes, e eu realmente já sinto ter duas partes bem feitinhas (a Carol de até então, que viveu no Brasil, e a Carol de hoje, que aqui está com toda essa bagagem e proporcionando novos aspectos e novas bagagens para o presente, e o futuro). Sinto uma Carol um tanto mais completa e interessante, que conseguiu retomar muito da sua própria composição, solidificar com mais altura, e também começar o novo e o mais certo pra si, e pras suas escolhas e caminhos, em uma boa base, e um bom princípio.

Com o tempo, tudo vai ir se tornando mais e mais refinado.. :) e seguimos, com contentamento, pois além de tudo..aqui é realmente lindo e isso já é suficientemente inspirador hahaha

Athena, sob a imensidão do céu de Baires. Que imagem soberana, né?!

Pra ilustrar a grandeza das coisas e do tempo, e como é necessária dessa prudência, força e perseverança que Athena ilustra para suportá-lo, e torná-lo aliado nesse processo de conquista e polimento.
É..não é fácil tanto tempo para cada resposta, é muito trabalho!! (Medicina é tão longa..)
Mas tudo o que tem bom valor e preço, custa não é?! E é bom que seja assim..
Quien quiere celeste, que lo cueste!
Eu me dispus as condições, agora é ter a grandeza e a qualidade pra encarar e carregar.
E o melhor aliado de tudo, apesar de não parecer, é o tempo..que nos brinda tantas situações, pessoas e oportunidades.


O momento natural e típico, porém eternamente lindo, do dia foi sair para fazer um pequeno mercado de produtinhos frescos (verduras e frutinhas, nhami!! tinham acabado e eu além de tudo estava LOUCA de vontade, fui lá e já comprei logo e me deleitei no meu jantar lightzão em pleno sábado hahaha) e um café bem bonito, doce e gostoso assim como Baires, e assim como Baires pede :))

Outra sensação interessante são os pequenos diálogos corriqueiros que acontecem.
O empacotador da sessão de verduras do mercado aqui da esquina é um quase-formando de medicina da UBA (siiiim !).
(Há um mercado de uma rede ao estilo "Pão de Açúcar" aqui na esquina de casa - BEM DO LADO LITERALMENTE - chamado San Pedro. É bem conhecido aqui em Baires e infelizmente não é das cadeias mais baratas - eu vou mesmo quando preciso alguma coisa pequena e rapidinha - até mesmo por ser perto -, senão não compensa!)
É muito comum você ver universitários, mesmo em carreiras complicadas de tempo como a Medicina, trabalhando.
Não é em todos os anos que dá para fazer isso, é claro, mas acho que o fato das distâncias e dos serviços ajudarem, permite que você consiga trabalhar, otimizar tempo e ainda estudar e usufruir da cidade e das atividades oferecidas.
Bom, a situação foi a seguinte: (afinal vocês devem estar se perguntando COMO eu soube disso, haha)
Eu tava toda desastrada ali - pra variar - com os pacotinhos para pesar, e ai ele disse: "Você não é daqui, né?!" naturalmente, e com um sorriso desconcertado disse que não era, e após a clássica e matadora pergunta que tanto ouço aqui "E de onde você é?" respondi: "Do Brasil!" - *nesse momento todos fazem cara de espanto e sempre soltam um "AAH, NOSSA!" /suspiro/ haha, sério! - engraçado que chegou uma senhorinha na hora e disse: "Então vou me afastar para nem te contagiar porque olha..a gente é uma raaaaça..e QUEE RAAAÇA! *gestos italianos com as mãos*"  HAHAHAHA
rinhas Bra X Arg consolidadas insta pela pessoa mais inesperada possível, uma idosa.*
De início geralmente as pessoas nem cogitam que eu esteja por algo sem ser turismo ou férias (caros conterrâneos, um beijo pra vocês), eis ai que digo: "Não, estou vivendo!" e ai novamente a segunda pergunta que mais escuto: "Que estás fazendo?" ai explico que faço faculdade de Medicina, que não cheguei a muito tempo, bla bla bla. Mas é sempre algo muito bem humorado e até curioso, pois mesmo vendo muita repetição de perguntas e reações, é sempre bem recebido e sempre com muita cordialidade e até mesmo um otimismo estimulante, parece que sempre estão desejando votos de sucesso e sorte.
Foi legal nessa conversa que o rapaz, assim que eu disse "Medicina" ele soltou um: "Oh, uau, então seremos colegas!" Ai antes que eu pudesse dizer qualquer coisa ele me perguntou em que ano eu estava, disse que ainda no primeiro...ai ele me contou que só faltava uma matéria para ele se formar. :)

E é assim, alguém que você menos esperaria - ao menos pra nós, que somos Brazucas - é um estudante diversas vezes da mesma coisa que você, e muitas vezes ele vive muito bem ou nem sequer tem necessidade de trabalhar, ainda mais em algo como caixa, empacotador ou atendente de telemarketing. Mas ainda assim o fazem - os que estão dispostos - e ser de uma família com gente graduada ou não, não te obriga nem te condiciona a sê-lo ou não sê-lo (um caso é o corretor do meu apartamento, ele é excelente na sua função de corretor e é visivelmente um homem que não fez faculdade, mas é filho de dois médicos.)
Esse tipo de questão e relação são um pouco raras no Brasil..por mais que hajam muitas pessoas com esse critério ou essa abertura, na prática é uma realidade que poucas vezes você vê ou que se consolida - se um universitário trabalha, geralmente é porque precisa de alguma maneira, e é naturalmente na própria área de graduação.

- esclarecimentos: Aqui o turismo acaba não ficando somente em hotéis, há as residências temporárias para alugar e por isso você vê inclusive turistas fazendo supermercado.
Fiz o foco nos gestos italianos - que de fato ocorrem - pois, para os que não sabem, a colônia e a ascendência italiana é fortíssima aqui, a ponto de influenciar grandíssimo no sotaque, nas expressões e expressividades, e em hábitos alimentares e também sociais, como o grande cultivo e atividades em família, em casa, etc.

Juro pra vocês que sinto saudades de SP, e muitas vezes do cenário que cada vez mais é coisa da memória.
Mas já sinto certo estranhamento ao imaginar e relembrar de tudo, como se eu não soubesse mais funcionar naquele ritmo ou naquelas coisas, hahaha - o primeiro susto que eu sei que vou sofrer é de como o tempo corre, e o segundo, o trânsito. Sempre que volto de viagem eu fico inicialmente irritada e frustrada, totalmente impaciente, de ficar ali sete séculos parada. HAHAHA
É uma sensação bem virtual, mesmo falando 'sou brasileira' ou escrevendo e falando em português ou me comunicando com vocês e sabendo as notícias daí todos os dias, não é algo que eu estou convivendo mais...então fica como um 'conhecimento adormecido' - se eu me esforço um pouquinho, acabo lembrando de forma mais vívida, e lembro de coisas como as estações na sequência do metrô de SP. hahaha

Engraçado que já nesse 1o mês, passo a ter certeza que vou sentir saudades daqui nas férias.
Estou realmente passando a gostar demais, e já ganhei um carinho e um hábito enorme das coisas daqui e da minha própria rotina, inclusive doméstica.
É impressionante como a gente aconchega e agrega valor pras coisas. Só depende da gente mesmo para algo ter significado e efeito ou não.

E sabem que eu gosto muito dessa coisa de "cuidar da minha própria casa"? Pois é, eu gosto bastante...ter de observar o que é necessário lavar, limpar, arrumar, organizar, e ai ver o resultado de tudo certinho. Claro que isso toma certo tempo e atenção (apesar que acaba sendo algo automático e natural  em pouco tempo, pois não exige muita skill racional, convenhamos), mas é uma sensação gratificante de cuidar aquilo que é seu e em que você vive.
E por ter vivido até então com meus pais, nunca pude de fato aplicar esse certo feel e até as habilidades mais domésticas. É uma sensação gostosa. - não mais, você descobre de fato como é seu ritmo de vida e como você gosta de dispor as coisas e dos horários, e não é nada recriminável isso uma vez que toda pessoa, em determinada etapa da vida, já passa a estabilizar esse ponto ao já ter conhecimento do que precisa\não precisa e dos seus deveres e tarefas. Essa é uma mostra de independência e, mais que isso, autonomia nos hábitos e atividades.
É claro que eu sinto falta algumas vezes de ter com quem compartir. Poder chegar em casa e ai encontrar alguém e 'trocar uma idéia', dividir os conflitos da casa de todo tipo, e até mesmo essas coloquialidades como as contas ou o supermercado a se fazer e a própria convivência em si - que vai desde encontrar alguém na cozinha bebendo água até as diferenças e semelhanças comportamentais e temperamentais, que com o tempo se tornam naturais e compreensíveis, viram costume ou até graça, e que geralmente promovem observações curiosas e muito aprendizado.
Certamente esses convívios criam laços únicos e lembranças inesquecíveis e super bem humoradas sejam desses desafios, ou de coisas que fizeram e partilharam, que pode ser desde uma besteira coletiva, até montar a casa e resolver os problemas, ou uma festa que tenham ido.
Querendo ou não, é uma companhia.
Mas creio que o viver sozinha realmente acaba sendo mais justinho com esse meu caráter introspectivo, cheio de hábitos e relativamente autônomo. Ao vir aqui, e com a rapidez que me assimilei a tudo e estou lidando, percebo que não estava enganada quanto a mim mesma e o aspecto de viver só. A prática confirmou minhas impressões antigas. Mas quem sabe com o tempo, mesmo, eu não comparta com alguém a moradia, seria bacana uma pessoa bem querida e especial dividindo. É mais aconchegante. - e eu percebo que quero isso, meio que perdeu o sal que tinha pra mim há uns tempos anteriores, a idéia de viver COMPLETAMENTE sozinha. Mas gosto, e gosto bastante, tem muita autonomia e independência mesmo, é bem individualizado...mas seria bom mesmo ter alguém para compartir, ou um vizinho, um roomate, uma visita constante de algum bom amigo. Enfim, tá cedo, isso se resolve..mas eu estou bem em paz nesse ponto, e acho que pra quem está só a um mês, essa ausência costumaria ser mais desesperante.
Mas creio que esse tapa inicial de realmente estar sozinha era uma coisa que eu precisava para consolidar essa independência - que eu já almejava secamente há bons anos - de vez. (além de consolidar e comprovar minhas próprias noções sobre eu vivendo completly alone). O que vier depois..já vai ser trabalhado por cima dessa base um tanto mais concreta, e ai pode ser a que eu achar melhor e tiver acesso :)

:D

Liberdade e Conquista!

E essa semana adquiro meu tênis de corrida, começando finalmente a me exercitar (EBA EBA EBA!!) e já renovei a geladeira com os produtinhos saudáveis, frescos e lights que tanto me dão energia e gosto!:D além de tudo, colabora na dieta né..rsrsrs (nutritivo e favorece emagrecer!)

Mais novidades..irei contando. :)

Um beijo para a @Marggah e para o Novas Noites do Gabriel (@neo_nights) (o responsável por clicar essas lindas fotos da post de hoje!! btw visitem o zenfolio dele AQUI) que estão sempre visitando o blog, comentando, compartilhando, acompanhando e torcendo bastante.
Fico mil grata pelo carinho, bom humor, risadas e diálogos que temos! É super gostoso!


Bisous!


Com gostinho de alfajor :)